domingo, 3 de janeiro de 2010

História Universal da Música - Roland de Candé

video

Muito raros são os músicos que, seguindo o exemplo de Janacek e de Bartók, forjaram uma linguagem musical nova, partindo da análise metódica das formas melódicas, dos ritmos, das escalas do folclore nacional e do seu próprio espírito. Privadas da sua instrumentação ou da sua emissão vocal característica, obrigadas a submeterem-se aos modelos rítmicos da música "culta" e à sua escala temperada, envolvidas por uma harmonia que lhes é estranha, as melodias populares, com o rosto pintado e endomingadas, são utilizadas como marca de autenticidade. A fertilidade deste folclorismo elementar é limitada porque opõe uma resistência à evolução dos estilos e das técnicas de composição. Por não terem tomado consciência disso, as escolas nacionais condenaram-se a um academismo fatal: depois de Bartók, os maiores compositores serão cosmopolitas, salvo muito raras excepções (inspiração russa de Prokofiev, francesa de Poulenc, inglesa de Britten, grega de Xenakis, espanhola de Ohana e brasileira de Heitor Villa Lobos).

O compositor Heitor Villa Lobos deixou-nos um total de 1500 obras, entre elas destacam-se: A Descoberta do Brasil, 4 Suites para coros e orquestra, em que justapõe cantos índios e música da liturgia católica, 5 Óperas, 15 Bailados, composições religiosas (entre as quais se conta a grande Missa de São Sebastião) 9 Bachianas Brasileiras, e 16 Chôros, 11 Sinfonias, poemas sinfónicos, 10 quartetos de cordas e 5 Prelúdios para Guitarra.
Os Prelúdios foram compostos em 1940 e são sem dúvida uma obra prima do século XX para Guitarra a Solo.
O Prelúdio n.1 que humildemente interpreto, deve-se a um trabalho longo pessoal e se algum mérito tem, deve-se também ao meu Mestre da Guitarra, Professor Roberto Carlos Baptista. Aqui fica o meu obrigado amigo!

3 comentários:

  1. Muito me apraz ver-te a escalar este mundo... e poder-te acompanhar (mesmo que de longe e com as portas fechadas na maioria das vezes :) ) nesta evolução que autentico... É bom descobrirmos sítios onde nos sentimos nós! Acho que tu encontraste um lugar onde te revelas muito "tu"... parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Sim, senhor, está muito bem! Mestre!!!!!!! LOL

    ResponderEliminar
  3. Bravo Patrício!!!!!

    Fico contente por te ver evoluir assim!
    O professor também tem que estar de parabéns
    Continua!

    Abraços
    F. Franco

    ResponderEliminar